sábado, 21 de janeiro de 2017

sizígia

...


Amo-a, porque morrerá;
por ser móvel,
distante da estátua que seria
– fosse eterna.

Há urgência na incerteza:
logo, devo fodê-la
logo,
com a pressa de quem não se reconhece necrófilo,
mas adorador de uma deusa.

É preciso o que vai por baixo
– é preciso a caveira –
para que eu possa viver da,
e você para a,
sua beleza.

Mulher, imagem que imagina a si própria
como sonha (é sonho encarnado
– eis
sua maciez)
que o homem a imagina,

quando, na insídia,
conspira
a sizígia.
...

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails